Como devem os candidatos estrangeiros preparar-se para ingressar numa instituição de ensino superior russa

Como devem os candidatos estrangeiros preparar-se para ingressar numa instituição de ensino superior russa
© SUSU

As universidades russas têm uma longa experiência no ensino a cidadãos estrangeiros. Os primeiros estudantes estrangeiros vieram para a Rússia estudar no final do século XIX. No ano letivo de 2016/2017, 244 mil estudantes estrangeiros 1 estudaram nos planos de estudos de Licenciatura, Especialização e Mestrado em universidades nacionais.

A escolha da futura profissão e instituição de ensino superior é um passo importante. Se decidir estudar no estrangeiro, venha para a Rússia. Aqui os candidatos estrangeiros têm muitas oportunidades. Têm acesso às universidades mais prestigiadas do país, onde se podem tornar profissionais em quase todos os setores. Durante os estudos, os estudantes obtêm não só conhecimentos fundamentais, mas também habilidades práticas. Muitas instituições de ensino superior cooperam com conhecidas empresas russas e estrangeiras, onde os estudantes fazem estágios. Nós explicamos como um candidato estrangeiro se deve preparar para a ingressão numa universidade russa.

Primeira etapa: escolha um ramo e instituição de ensino superior

O primeiro passo é determinar o área de estudo direção do estudo e a universidade. As instituições de ensino superior russas oferecem uma variedade de programas educacionais: técnicos, ciências naturais e humanidades. Para encontrar o adequado, pode usar nosso conveniente serviço de pesquisa. O sítio web studyinrissia.ru apresenta as melhores instituições de ensino superior estatais da Rússia. Entre elas estão instituições de ensino especializadas na preparação de, por exemplo, especialistas técnicos (IFTM, MISIS, MIFI, Universidade ITMO, UPSPb, Universidade de Samara, UEE "LETI" e outras), trabalhadores dos serviços de saúde (UEMM de Sechenov e outras), bem como instituições de ensino superior de perfil geral, onde se pode obter educação em qualquer uma das áreas (UEUS, UFB de Immanuel Kant, UFK, UFEO, UET, UPT, ESE, UEN, URAP, Universidade Lobachevsky, UFUr, UETY, UFSib e outras). Visite as páginas das universidades e fique a conhecer as informações sobre elas. Também pode escrever diretamente para os funcionários da instituição de ensino superior gratuitamente. Para fazer isso, registe-se na página pessoal e envie de pedido de informações, depois obterá resposta num prazo de 10 dias úteis.

HSE_01.jpg
© HSE

Russo ou inglês?

Alguns programas educacionais em instituições de ensino superior russas são lecionados em inglês, mas a maioria deles é lecionada em russo. Qualquer que seja a opção escolhida, faz sentido aprender o básico da língua russa, pois isso vai facilitar a adaptação no país. Muitas universidades oferecem cursos de russo, onde os alunos estudam intensamente fonética, gramática e vocabulário básico. Também pode ingressar na escola de verão ou de inverno e combinar os estudos com o descanso.

Outra opção é ingressar no departamento preparatório e lá estudar o idioma com uma carga horária suficiente para os estudos em russo. As aulas de departamento preparatório, em média, duram 10 meses. No final, o aluno faz os exames, recebe um certificado e pode inscrever-se num programa lecionado em russo.

Segunda etapa: escolha uma opção de financiamento

De acordo com a lei da Federação Russa2, os candidatos estrangeiros têm o direito de estudar na Rússia, tanto pelo orçamento do governo como numa base contratual.

Se se candidatar a um lugar financiado pelo estado, pode:

  1. Passar a na seleção competitiva no âmbito das bolsas de estudo do governo (quotas);
  2. Participar nas olimpíadas internacionais realizadas por universidades russas;
  3. Passar no Exame Estatal Unificado ou nos exames internos da instituição de ensino superior.

Se quiser ingressar numa base contratual, também terá de passar nos exames. Uma das principais vantagens da educação russa é o custo acessível. Os preços dos programas dependem da universidade, ramo, região e outros fatores, mas em qualquer caso serão mais baixos do que na América e na Europa. Para saber qual é o custo de um determinado programa, recorra ao nosso mecanismo de pesquisa ou envie pedido de informações para a instituição de ensino superior.

FEFU_01.jpg
© FEFU

Terceira etapa: prepare os documentos

De seguida, deve submeter uma candidatura à universidade através da página pessoal indicando o nível de estudos e o ramo desejada. Depois, os funcionários da instituição de ensino superior irá pedir-lhe para preencher um questionário, enviar cópias traduzidas e certificadas do seu passaporte e diploma, e uma fotografia.

Após a chegada à Rússia, deve fornecer um pedido de ingressão para estudar, o passaporte original e diploma e atestado médico. Lembre-se de que os requisitos para documentos podem variar dependendo da instituição de ensino superior, portanto, as informações devem ser esclarecidas no departamento de relações internacionais.

Quarta etapa: passe pela seleção competitiva

Para se tornar estudante de uma instituição de ensino superior russa, os candidatos estrangeiros devem passar por testes de qualificação.

Educação numa base contratual

Para estudar numa base paga, o candidato deve passar nos exames de admissão, que as universidades realizam especificamente para os cidadãos estrangeiros. Os seus resultados serão publicados no sítio da universidade.

Estudos em pé de igualdade com os cidadãos da Federação Russa

Um candidato estrangeiro pode fazer o Exame Estatal Unificado. É realizado no estrangeiro pelas Rosobrnadzor (Agência Federal de Supervisão de Educação e Ciência) em conjunto com organizações educacionais russas que possuem acreditação estatal. O exame estatal unificado é realizado sobre 14 disciplinas em russo (com exceção da disciplina “línguas estrangeiras”). As informações sobre o início da receção de candidaturas surgem em janeiro no portal de informações oficiais do Exame Estatal Unificado. Os próprios exames geralmente decorrem entre março e julho. Os estrangeiros podem passar no exame no seu próprio país em pontos especiais. Geralmente são escolas nas embaixadas da Federação Russa. Os seus endereços podem ser encontrados nos sítios web das embaixadas.

ETU
© ETU "LETI"

Além disso, as instituições de ensino superior podem conduzir exames de admissão de forma independente para candidatos estrangeiros. Os compatriotas e aqueles que ingressam no âmbito de acordos internacionais podem candidatar-se a vagas.

Ensino com base em quotas

Um candidato estrangeiro tem o direito a participar no concurso para a obtenção de bolsas de estudo do governo. Todos os anos, o governo da Federação Russa vai alocar 15 000 lugar financiado pelo estado para cidadãos estrangeiros. A Agência Federal Rossotrudnichestvo trata da seleção de candidatos. Os seus escritórios de representação estão presentes em muitos países. Normalmente, em janeiro-fevereiro, as informações sobre o início da receção de candidaturas para as instituições de ensino superior estatais da Rússia surgem nos sítios web, e um pouco mais tarde, surge o cronograma de exames de admissão. Para obter mais detalhes, entre em contacto com o escritório de representação da Rossotrudnichestvo no seu país ou com a Embaixada da Federação Russa.

Os candidatos estrangeiros também podem participar em olimpíadas internacionais realizadas por universidades russas, associações universitárias e pela Rossotrudnichestvo. Muitas dessas competições são intelectuais, mas apenas as olimpíadas aprovadas pelo Ministério da Educação e Ciência da Federação Russa dão vantagens ao ingressar numa universidade estatal. As olimpíadas são de perfis específicos, por exemplo, de matemática, informática, física, química e geral, incluindo diferentes ramos.

FEFU_02.jpg
© FEFU

Os benefícios para os vencedores e premiados são diferentes, e sua aparência depende principalmente do nível das olimpíadas (I, II ou III), bem como das regras da instituição particular de ensino superior. Isso pode ser pontos adicionais de êxitos individuais, a pontuação máxima para o exame na disciplina do perfil, ou mesmo a matrícula no ramo escolhido sem exames de admissão. Pode ficar a conhecer os detalhes junto dos funcionários da universidade selecionada. Pode encontrar aqui.

Quinta etapa: receba um convite e solicite um visto de estudante

A maioria dos estrangeiros precisa de visto para entrar na Rússia. Para a sua obtenção, a instituição de ensino superior deve enviar-lhe um convite oficial. No entanto, a Rússia possui com alguns países acordos sobre a entrada sem visto. As informações detalhadas devem ser consultadas nos sítios web das embaixadas ou consulados da Federação Russa no seu país.

Compartilhar
Não mostrar novamente
Envie uma candidatura para uma instituição de ensino superior russa gratuitamente e sem intermediários!